7 Dicas de SEO para Restaurantes de Porto Alegre

O que é SEO para Restaurantes

O SEO é um conjunto de técnicas e estratégias que busca posicionar urls do site em boas posições nos resultados orgânicos do Google. O SEO de modo geral se divide em SEO On-Page responsável por otimizações técnicas no site e SEO Off-Page responsável por técnicas e estratégias com objetivo de criar autoridade através de referências em outros sites.

Mais de 60 mil empresas, publishers e organizações sem fins lucrativos no Brasil se beneficiaram economicamente das ferramentas de busca e publicidade do Google segundo o Relatório de Impacto Econômico Brasil 2018 do Google.

O SEO para Restaurantes tem como objetivo utilizar todas essas técnicas e estratégias dentro de um contexto gastronômico para que os usuários encontrem o restaurante e seu cardápio como boas sugestões de experiência gastronómica.

Esse conteúdo é dedicado aos restaurantes de Porto Alegre, mas as técnicas e dicas aqui apresentadas servem para qualquer tipo de restaurante no Brasil. Em outras oportunidades eu vou produzir conteúdos para o segmento gastronômico de outras regiões do Brasil.

Por que fazer SEO para Restaurantes

96% dos brasileiros utilizam a internet para fazer pesquisas sobre produtos e serviços de pequenas e médias empresas, segundo dados de uma pesquisa do Google com a Provokers. 98% utilizam o Google para pesquisar conteúdo, segundo outra pesquisa da StatCounter.

A busca orgânica pode ajudar muito na aquisição de novos clientes. Para um restaurante isso é muito importante, uma vez que boa parte dos clientes são rotativos. Então manter uma taxa de entrada de novos clientes é vital para manter os negócios em dia.

Outros canais como estratégias de conteúdo para redes sociais e email marketing podem auxiliar no relacionamento com a base de clientes, utilizando estratégias como nutrição de leads e campanhas promocionais.

Uma pesquisa realizada pela Oribi mostrou que a busca do Google tem uma taxa de conversão de 2,1%, já os anúncios pagos no Google tem cerca de 2,7% frente ao Facebook que tem uma taxa de 1,8% e Instagram 0,8%. Isso demonstra o potencial de impacto nas vendas que o Google pode gerar para o seu negócio.

O SEO gera um alto volume de tráfego qualificado e se for bem planejado pode dar uma maior sustentabilidade para o marketing digital. Diferente de outras estratégias como anúncios pagos no Google Ads ou Facebook Ads o SEO obtém tráfego por meio orgânico e de relevância do conteúdo.

7 Dicas de SEO para Restaurantes

Uma pesquisa divulgada pela International Journal of Internet Marketing and Advertising mostrou que empresas em geral recebem uma média de 5 cliques nos resultados de busca para seu site a cada clique em seus anúncios.

SEO é um tema complexo que depende de diversas otimizações para gerar impacto positivo nos resultados. São muitos fatores internos e externos. Em grande parte os fatores internos são mais fáceis de serem implementados devido ao controle das tecnologias envolvidas no desenvolvimento e estabilidade do site. Já aspectos externos dependem de um esforço contínuo na construção de autoridade da marca. Essa construção de autoridade depende em boa parte da produção de conteúdo de alta qualidade.

Com os restaurantes não seria diferente! Mas procurei listar 7 dicas que considero essenciais para um restaurante começar o SEO. Essas dicas se aplicadas regularmente levam a resultados positivos que podem gerar tráfego orgânico qualificado, ajudando na aquisição de novos clientes.

Algumas buscas relacionadas a restaurantes cresceram entre Maio e Junho em Porto Alegre. E de certa forma é um comportamento previsto durante a crise de saúde mundial da COVID-19. Como as pessoas passaram a evitar aglomerações e devido a restrições locais como o fechamento de serviços não essenciais, a maioria das pessoas começou a buscar por opções on-line para manter a aquisição de serviços e produtos. Os restaurantes sofreram esse impacto comportamental, mas podem buscar mitigar a crise com um posicionamento digital.

Um exemplo é a busca para a palavra-chave restaurante que só em Abril em Porto Alegre teve cerca de 6.600 buscas, já em Maio subiu para cerca de 9.900 buscas. Com o tempo e distanciamento social prolongados a tendência é que esse comportamento mantenha-se, por isso é importante para os gestores de marketing de restaurantes buscarem o quanto antes posicionar os sites dos restaurantes nos resultados orgânicos do Google.

Cerca de 60% dos profissionais de marketing declararam que o Marketing de conteúdo é “muito importante” ou “extremamente importante” para sua estratégia geral, segundo o relatório Not Another State of Marketing Report 2020 da HubSpot.

1 – Produza conteúdo para turistas

Essa é uma dica valiosa, pouco explorada pela maioria dos restaurantes. Em Porto Alegre eu não vi os restaurantes mais populares terem uma pauta recorrente de produção de conteúdo para SEO com foco em turistas. Isso em boa parte se deve a dificuldade de se definir quais assuntos produzir e ainda a uma falta de compreensão profunda do comportamento de compra online. Gerar impacto na aquisição de tráfego orgânico com foco no turismo exige visualizar um comportamento de consumo planejado com certa antecedência.

Normalmente planejamos uma viagem com antecedência e a experiência gastronômica é uma das experiências que mais valorizamos e que exercem impacto na memória. Parte dos turistas buscam a alta gastronomia da região e outra parte busca por restaurantes populares que proporcionem elementos da cultura local.

A dica é produzir conteúdos que ajudem os turistas a reconhecer o valor de certos elementos da história local e dentro do possível incluir dicas gastronômicas da casa que podem remeter a esses elementos, seja pelo nome de um prato, ou pela tradição da casa dentro de um contexto local.

Produzir listas com dicas de pontos turísticos da região e até mesmo do bairro pode ajudar a valorizar o restaurante e atrair para as proximidades possíveis clientes.

2 – Produza conteúdos para datas especiais

A maioria dos restaurantes tem um calendário ajustado para datas especiais. Seja o Dia dos Namorados, Dia das Mães, Dia Nacional da Cerveja, feriados estaduais e municipais, etc. Mas poucos restaurantes produzem conteúdos para SEO para essas datas.

Sabemos que o SEO requer produção de conteúdo constante para alcançar boas posições nos resultados orgânicos. Você pode por exemplo produzir um conteúdo para cada prato, mas contextualizado com as datas. Com isso você terá um volume maior de urls com conteúdos contendo um grupo de palavras-chave relacionadas com a data especial.

Existem diversas técnicas de produção de conteúdo utilizadas por jornalistas e redatores digitais que podem ser exploradas na produção de conteúdo para SEO. Já compartilhamos em outros conteúdos algumas dicas e estratégias que podem ajudar você no planejamento e produção de conteúdos.

3 – Dedique esforços na produção de imagens otimizadas

As imagens são um fator decisivo no SEO para Restaurantes. É preciso que as imagens sejam produzidas para demonstrar com fidelidade os pratos do cardápio. Geralmente isso exige do fotógrafo uma edição que pode tornar as imagens com tamanhos maiores, deixando o tempo de download das mesmas demorado.

Dê preferência para formatos de arquivos como jpeg ou webp. O ideal é o uso do formato webp que compacta o tamanho dos arquivos de imagens mantendo uma qualidade aceitável para visualização. O webp geralmente não é um recurso disponibilizado de forma automática pelos servidores web, necessitando de configuração e ativação. É importante conversar com o desenvolvedor web do site e solicitar a implementação do recurso. No WordPress existem diversos plugins que facilitam a ativação do webp. Eu utilizo um plugin chamado WebP Express, de fácil configuração.

O uso do atributo alt também é importante para a indexação e otimização das imagens. Procure utilizar uma descrição da imagem ou um subtítulo com a descrição como atributo alt. O nome do arquivo também ajuda, então defina nomes mais contextualizados como pizza-calabresa-com-borda-01.jpg, evitando nomes dinâmicos como img01.jpg por exemplo.

O site deve ser responsivo e as imagens também devem ser responsivas. O atributo srcset pode ajudar o desenvolvedor do site a definir imagens com dimensões diferentes e o navegador decide qual a dimensão ideal para o dispositivo que está solicitando a imagem. Você pode saber mais sobre imagens responsivas na documentação da web.dev aqui: Server responsive imagens.

Eu tenho observado diversos sites de restaurantes em Porto Alegre e percebi que poucas imagens dos pratos são disponibilizadas. Geralmente uma única imagem é utilizada para ilustrar os pratos e com isso perde-se a oportunidade de agregar mais valor ao prato. Você pode disponibilizar um pequeno carrossel com 3 a 5 imagens do prato, com diferentes acompanhamentos e bebidas. Isso com certeza vai agregar valor e influenciar a decisão do usuário.

As imagens merecem todo o esforço nas otimizações. Elas têm grande impacto na experiência de navegação dos usuários. Para os turistas terem a oportunidade de ter uma experiência digital rápida e com uma diversidade de imagens pode garantir o interesse em uma reserva ou pedido de informações.

4 – Tenha um site responsivo

73% dos consumidores móveis declaram que preferem comprar pelo celular do que pelo computador, além disso o Brasil teve um crescimento de 85% de consumidores móveis de Setembro de 2015 a Setembro de 2019, segundo pesquisa do Panorama Mobile Time da Opinion Box.

Os smartphones já fazem parte da vida do brasileiro e seus benefícios cada vez mais são fundamentais para o dia a dia. Além disso, o impacto social que os smartphones possibilitam no comportamento do consumidor fizeram com que muitas marcas tivessem que repensar suas estratégias de posicionamento digital. Os restaurantes sofreram grande impacto com essa mudança. Hoje as pessoas fazem questão de tirar fotos dos pratos e marcar amigos e restaurantes nas publicações.

Um site responsivo é o mínimo que os usuários esperam ao buscar mais informações do restaurante, seja informações dos pratos, dados de contato, reservas e até mesmo promoções.

5 – Faça SEO On-Page

53% dos usuários abandonam um site mobile que demora mais de 3 segundos para carregar. Para cada segundo reduzido de carregamento do site há um aumento de +2% nas conversões, segundo dados divulgados pelo Google.

O SEO On-Page é o conjunto de técnicas e estratégias que busca otimizar recursos do site para obter melhores resultados orgânicos no Google. Muitas técnicas de SEO On-Page são aplicadas através de configurações de recursos como compactação de imagens, minificação de arquivos css, javascript e html além de definições de estrutura de links internos, elementos visuais e demais elementos de interação do site.

O SEO On-Page exige um conhecimento maior de tecnologias web e programação, por isso é recomendado ao desenvolvedor do site aplicar as técnicas e configurações necessárias.

O SEO On-Page de modo geral busca otimizar recursos de renderização de arquivos, solicitações de arquivos ao servidor web e tempo de resposta do site as interações do usuário, seja a exibição de imagens, tempo de disponibilidade do conteúdo, etc.

Para identificar melhorias necessárias é preciso fazer um diagnóstico do site. Eu utilizo o Google PageSpeed Insights e Lighthouse para diagnóstico e avaliação do SEO On-Page em sites de clientes.

Quer aprender mais sobre SEO On-Page? Disponibilizamos um conteúdo completo para você: SEO On-Page Sem Mistérios! O Que é? Por que fazer? Como fazer?

6 – Utilize as redes sociais para gerar backlinks

Algo importante de compreender é que o SEO não é só sobre posicionar o site do restaurante em boas posições nos resultados orgânicos do Google. É também sobre posicionar o nome do restaurante também. E as redes sociais podem ajudar nisso!

O Google indexa diversas redes sociais, mas de modo geral são os conteúdos em perfis institucionais que possibilitam ao robô do Google fazer indexação de publicações. Perfis onde os vínculos de relações são entre usuários não podem ser indexados, mas os perfis onde o vínculo é institucional como fan-page ou por vínculo de seguidor como o Twitter e Pinterest podem ter publicações indexadas e disponibilizadas nos resultados orgânicos.

É importante que as publicações sejam mais completas e que se possível façam referências para links importantes do site. Esse esforço além de auxiliar no SEO ajuda a gerar tráfego de referência uma vez que mecanismos de busca do Facebook podem sugerir publicações de conteúdos de fan-pages como resultados.

7 – Mapeie palavras-chave para restaurantes mensalmente

Acompanhar as palavras-chave mais buscadas na região é importante para as definições de pautas de produção de conteúdo. Uma dica é separar as palavras-chave em grupos de assuntos relacionados, isso permite planejar os conteúdos em clusters além de identificar onde a concorrência é menor para alcançar melhores posições nos resultados orgânicos.

Faça o mapeamento das palavras-chave mensalmente para identificar tendências e ter uma expectativa de tráfego orgânico mais real. Duas ferramentas do Google podem ajudar você a identificar palavras-chave relevantes além dos volumes de busca por região: Planejador de Palavras-chave do Google Ads e Google Trends.

Vou disponibilizar alguns grupos de palavras-chave e suas respectivas médias de volume de buscas entre os meses de Abril e Maio de 2020, período em que se fez isolamento social em Porto Alegre durante a crise de saúde da COVID-19.

Palavras-chave para restaurantes
  • restaurantes 8.100
  • restaurantes porto alegre 2.900
  • tele entrega 1.900
Palavras-chave para hamburguerias
  • hamburguer 3.600
  • hambúrgueres 3.600
  • hambugueria 880
Palavras-chave para churrascarias
  • churrasco 2.400
  • churrascaria 1.900
  • churrascaria porto alegre 1.300
Palavras-chave para xis
  • xis 12.100
  • moitas lanches 3.600
  • xis do gelson 1.300
Palavras-chave para pizzarias
  • pizzada 9.900
  • so pizza 4.400
  • pizzaria porto alegre 3.600
Palavras-chave para sushis
  • sushi 5.400
  • rafa sushi 3.600
  • sushi porto alegre 2.900

Essas foram apenas algumas palavras-chave relacionadas aos tipos de restaurantes. Existem diversas outras palavras-chave buscadas diariamente e as ferramentas do Google podem auxiliar com sugestões.

Conclusão

Empresas que utilizam dados (data-driven) nas definições estratégicas têm até 30% mais eficiência e 20% de aumento de receita, segundo pesquisa de 2018 da The Boston Consulting Group.

É importante compreender que o SEO para Restaurantes em Porto Alegre exige um estudo constante. As técnicas e estratégias devem ser revistas e melhoradas continuamente. O SEO evolui junto ao algoritmo do Google. Esse conteúdo teve como objetivo passar dicas importantes aos gestores de marketing dos restaurantes em Porto Alegre. Como dica final deixo a sugestão de investir tempo no estudo de métricas e web análise. Com a habilidade de análise de métricas o gestor vai conseguir não só avaliar os resultados das estratégias de SEO mas avaliar os resultados das campanhas e estratégias executadas nos outros canais digitais.

Solicite o contato e tenha um mês gratuito de planejamento SEO + Google Ads para o seu restaurante

    Leave a Reply

    Your email address will not be published.