SEO para Pequenos Negócios – Estratégia de produção de conteúdo em Clusters para SEO

Esse conteúdo faz parte da série de dicas de SEO para Pequenos Negócios. Devido a demanda de solicitações de dicas, técnicas e estratégias de marketing digital que chega a 30/30 iniciamos uma série de conteúdos respondendo as principais dúvidas que gestores de micro e pequenos negócios enfrentam no posicionamento digital das suas marcas e negócios.

As técnicas de produção de conteúdo para SEO evoluem conforme o algoritmo de indexação Google passa por modificações. Essas modificações sempre buscam indexar as urls de uma forma mais relevante e por isso os conteúdos devem cada vez mais ser centrado no usuário e não no mecanismo. Mesmo nós especialistas trabalhando e desenvolvendo estratégias para alcançar melhores posições, devemos saber que isso deve ser sempre em prol do usuário e não do mecanismo. Por isso é importante seguir as diretrizes do Google para produção de conteúdo.

Existem diversas técnicas e estratégias para produção de conteúdo, e algumas dessas técnicas como a produção de conteúdo em cluster ajudam a organizar a estrutura de urls e conteúdos de uma maneira mais relevante e fluida para o usuário.

Conteúdos específicos aprofundam a busca dos usuários

É importante compreender que o comportamento de navegação e busca no mecanismo de pesquisa é parte de um comportamento de compra online. Já falei diversas vezes em outros conteúdos sobre a jornada multicanal e o quanto é importante identificar em qual momento da jornada o usuário se encontra e em qual desses momentos a busca orgânica atua com maior influência.

Identificar em qual momento da jornada multicanal a busca orgânica atua ajuda a definir métricas de performance além dos tópicos importantes para a produção de conteúdo. A jornada é composta por três momentos: reconhecimento de marca, consideração de marca e decisão de compra.

O usuário busca aprofundar seu conhecimento sobre o desejo ou problema que enfrenta. Se você fizer uma busca por alguma palavra-chave no Google vai verificar que ele faz sugestões de buscas que outros usuários fazem ou buscas relacionadas. Também podemos verificar por meio da taxa de retorno de usuários no site por meio de outros conteúdos que o usuário busca aprofundar o conhecimento navegando por outros conteúdos.

Chegando mais rápido a melhores posições

Conteúdos mais específicos podem chegar a melhores posições mais rapidamente. Geralmente palavras-chave mais genéricas possuem maior concorrência devido ao alto volume de busca. Produzir conteúdos específicos também possibilita maior relevância e por isso taxas de rejeição mais baixas.

Como descobrir quais conteúdos específicos produzir

Como comentado acima você pode utilizar as sugestões de buscas do Google. Mas o relatório de consultas do Google Search Console pode ajudar mostrando palavras-chave que geram impressões nos resultados orgânicos mas que ainda não possuem conteúdos específicos com foco nessas palavras.

O planejador de palavras-chave do Google Ads também pode ajudar com sugestões de palavras-chave relacionadas, dando também uma média de volume de buscas mensal.

Se o site tiver uma pesquisa interna é possível configurar o Google Analytics para verificar quais expressões são buscadas pelos usuários e com isso ter uma ideia melhor de quais conteúdos relacionados produzir.

Definido a página de referência

Páginas de referência geralmente são aquelas que falam de uma maneira mais completa sobre um assunto. São densas em volume de palavras e possuem diversos tópicos relacionados.

As páginas de referência também podem alcançar volumes altos de tráfego orgânico quando atingem boas posições nos resultados orgânicos. Também podem redirecionar para páginas de produtos e com isso gerar muitos leads e vendas.

Se você analisar os conteúdos sobre SEO aqui do blog vai conseguir ter uma visão mais clara sobre produção de conteúdos em cluster. Os conteúdos sobre SEO por exemplo em sua maioria possuem um link para o conteúdo de referência “Tudo para SEO – O que é? Por que fazer? Como fazer? +30 Dicas de SEO + Dicas de Ferramentas”.

Alguns dos conteúdos em cluster que fazer referência para esse conteúdo são:

Identificando assuntos para conteúdos em cluster com Google Analytics

Uma maneira de você identificar boas páginas de referência é definir funis de conversão no Google Analytics configurando as páginas de referência como etapa inicial do funil. As páginas de referência que forem entradas de maior volume de conversão podem ser utilizadas para a definição de pautas de produção de conteúdo em clusters.

Para visualizar relatórios de funis é necessário criar metas no Google Analytics. Após a criação da metas você pode analisar as conversões em diversos relatórios no Google Analytics.

Identificando assuntos para conteúdos em cluster com Google Search Console

Eu procuro produzir diversas páginas de referência junto aos meus clientes. Após um período de cerca de três meses eu faço uma análise de consultas no Google Search Console identificando quais páginas de referência geraram mais impressões e cliques e quais as palavras-chave que retornaram impressões para essas páginas. A partir disso eu identifico palavras-chave que podem definir a pautas de produção de conteúdo em clusters.

Como linkar esses conteúdos com as páginas de referência

É importante que os tópicos das páginas de referência sejam pensados desde o início dentro de um planejamento de produção de conteúdo em clusters. Isso vai facilitar bastante a produção de conteúdo além de deixar os links de referência bem contextualizados.

Os títulos dos conteúdos em cluster devem ser iguais aos tópicos do conteúdo de referência. Identificar palavras-chave dentro do conteúdo em cluster que podem linkar para o conteúdo de referência também é importante.

Conclusão

A técnica de produção de conteúdo em clusters pode ser um caminho rápido para pequenos negócios iniciarem no SEO. Não é a única técnica de produção de conteúdo. Jornalistas, redatores e produtores de conteúdo digital podem utilizar outras técnicas, mas compartilhei essa dica porque aplico ela a muito tempo com clientes e os resultados sempre foram positivos.

É importante compreender que outros fatores influenciam o SEO e que dependendo da concorrência o esforço deve ser maior na produção de conteúdo e que pode levar algum tempo até atingir boas posições nos resultados orgânicos.

Procure produzir conteúdo regularmente e com qualidade, e mesmo que atinja bons resultados continue produzindo. Manter um ritmo alto vai garantir manter-se em boas posições além de indexar cada vez mais novas palavras-chave, gerando mais tráfego orgânico qualificado.

Leave a Reply

Your email address will not be published.