Menu Close

Consultoria SEO Porto Alegre – 7 Dicas para Restaurantes

Disponibilizamos diversas dicas de SEO aqui no blog, que podem ajudar qualquer tipo de negócio, seja uma estética, clínica de fisioterapia, clínica de cirurgia plástica, restaurantes, multimarcas de moda, qualquer negócio que tenha buscas no Google.

Esse conteúdo tem como objetivo apresentar algumas dicas de SEO para Restaurantes de Porto Alegre, mas pode ser aplicada em estratégias de SEO para restaurantes de qualquer região do Brasil. São dicas que uma consultoria em SEO especializada utiliza nas diversas estratégias digitais para posicionamento orgânico no Google.

1 – Quais palavras-chave possuem maior volume de busca no Google

Existem três formas muito eficazes de descobrir palavras-chave e expressões importantes para dedicar os esforços em produção de conteúdo para SEO. 

  1. Utilizando as sugestões de pesquisas relacionadas ao Google. Na maioria das vezes que você faz uma pesquisa no Google ele faz dois tipos de sugestões para buscas relacionadas. Algumas sugestões se encontram no final da página de resultados e a outra é um grupo de tópicos que os usuários buscam no mecanismo. Geralmente esses tópicos se encontram entre os primeiros resultados orgânicos.
  2. Outra maneira é utilizando o Google Trends. Que além de mostrar um comparativo entre as expressões também mostra palavras-chave que são tendência na busca.
  3. E por último o Planejador de palavras-chave do Google Ads que além de sugerir palavras-chave relacionadas mostra também a média de volume de buscas para cada palavra-chave.
  • xis 12.100
  • restaurantes 9.000
  • lanches 4.400
  • lancheria 4.400
  • hamburguer 3.600
  • churrascaria 2.400

Essas são três maneiras de identificar palavras-chave que podem ser importantes para o seu negócio. Existem outras ferramentas que auxiliam nesse mapeamento, mas preferi falar de métodos utilizando ferramentas do próprio Google.

2 – Qual a densidade ideal dos conteúdos para SEO

Já falei em outros conteúdos da importância de definir a densidade ideal para cada conteúdo. Isso é importante porque o SEO é uma estratégia que deve levar em conta uma concorrência direta por posições nos resultados orgânicos. Geralmente palavras-chave que possuem um alto volume de busca mensal possuem páginas bem posicionadas com grande volume de palavras. 

Se o objetivo é atingir boas posições então é necessário que o conteúdo seja competitivo em densidade de palavras além da qualidade e originalidade.

A maneira mais rápida de descobrir quem são seus concorrentes nos resultados orgânicos é simular diversas buscas com palavras-chave e expressões no mecanismo de busca que são importantes para o negócio. As urls que aparecem nos primeiros resultados são seus concorrentes na busca por melhores posições.

3 – Quantidade ideal de conteúdos para SEO

Uma vez identificado os principais concorrentes nos resultados orgânicos você pode mapear o volume de urls indexadas através de métodos de buscas aprimoradas utilizando o comando de busca site:siteconcorrente.com.br. Após faça uma análise dos principais tópicos que o concorrente produz conteúdos e a média de publicações mensal para definir uma média ideal de produção de conteúdo para SEO.

4 – Utilize muitas imagens

Os restaurantes devem explorar ao máximo o uso de imagens para as estratégias de SEO. A busca por imagens no Google pode gerar um grande volume de tráfego orgânico.

É muito importante investir em imagens fotográficas de alta qualidade, além de composições que agreguem valor ao prato e ao restaurante.

Utilize os atributos de descrição e texto alternativo para ter uma melhor indexação além de disponibilizar informações mais detalhadas aos usuários.

Redes sociais como Pinterest também podem ajudar muito no SEO. O Google indexa diversas imagens compartilhadas no Pinterest. O interessante é que muitos usuários acabam chegando a um site navegando no Pinterest após encontrarem imagens interessantes relacionadas ao assunto pesquisado.

5 – Reduza a taxa de rejeição com conteúdos agregados

A taxa de rejeição é a principal métrica de avaliação da qualidade do conteúdo. Quanto mais interessante o conteúdo menor será sua taxa de rejeição!

Boa parte do esforço em web análise no SEO é no aprimoramento da qualidade da produção de conteúdo. A taxa de rejeição pode ser definida como um KPI também. Principalmente no início de jornada onde o volume de páginas visualizadas pelos usuários se torna uma meta importante. 

Existem diversas maneiras de reduzir a taxa de rejeição. A principal é acompanhar quais os conteúdos que geram maior tráfego orgânico e quais os conteúdos possuem uma taxa de rejeição menor. 

Outra maneira é produzindo conteúdos que podem ser linkados com outros conteúdos. Existem diversos tópicos importantes para a tomada de decisão na escolha de um restaurante: composição dos pratos, ingredientes, harmonização de vinhos, cervejas e drinks. Produzir esses conteúdos e vinculá-los nos conteúdos com maior tráfego orgânico pode ajudar a reduzir a taxa de rejeição.

6 – Monitore a concorrência nos resultados orgânicos

É importante manter uma rotina de acompanhamento dos concorrentes. A disputa por melhores posições pode levar os concorrentes a um aumento na produção de conteúdo. 

7 – Faça SEO On-Page regularmente

SEO On-Page deve ser uma regra na rotina do SEO. De forma geral o SEO On-Page é responsável pela otimização técnica do site para alcançar melhores posições nos resultados orgânicos.

Essas técnicas estão relacionadas a diversos fatores que têm impacto na experiência e usabilidade do site. A velocidade de acesso ao conteúdo, tempo de carregamento das imagens, erros 404, disponibilidade de acesso via cache para acesso veloz ao conteúdo, etc.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Share This

Copy Link to Clipboard

Copy