Quem é você na fila do pão do SEO?!

Já comentei em diversos conteúdos aqui do blog da importância de ter uma estratégia para SEO com foco na construção de autoridade da marca. Basicamente todo o esforço em produção de conteúdo para SEO tem como foco construir autoridade para assuntos específicos junto ao algoritmo de indexação do Google.

A busca por autoridade em um assunto faz parte do comportamento natural na pesquisa de conteúdo. Durante o processo de pesquisa vamos filtrando conteúdos relevantes e originais daqueles conteúdos mais rasos. Além do conteúdo vamos registrando a experiência que temos com esses conteúdos dentro dos sites. A maneira como o conteúdo é exposto interfere na nossa percepção e na maneira como interagimos com o site. Site com páginas carregadas mais rapidamente proporcionam uma experiência mais fluida e isso é um ponto positivo no SEO, quanto mais páginas vistas por usuário menor será a taxa de rejeição e isso leva a uma escala no posicionamento orgânico.

Existem diversos conteúdos muito bons com dicas de SEO na internet, mas poucos se aprofundam na necessidade de direcionar o foco na construção de autoridade. De modo geral os conteúdos e consultores de SEO apontam a geração de leads e vendas como o principal foco. De certa forma não estão errados, mas existe um caminho até atingir essa meta, e nem sempre o SEO é o único caminho até o sucesso. Muitas vezes ele participa como assistência ou gerando consideração de marca. Devemos estudar com análises constantes o comportamento do tráfego orgânico dentro da jornada de compra online. Já falei diversas vezes sobre isso aqui no blog também. Identificar quais os momentos os resultados orgânicos atuam dentro dessa jornada é essencial para o planejamento da produção de conteúdos para SEO. E o detalhe é que cada segmento terá um comportamento diferente, não existe uma regra que diz que o SEO influencia mais a decisão de compra ou o reconhecimento de marca por exemplo. Web Análise é o caminho para chegar a essa certeza.

Se imaginarmos que num processo de decisão de compra priorizamos qualidade e benefícios, conseguimos entender o por que ser uma autoridade em um assunto relacionado ao negócio pode ajudar muito na percepção de marca e valor. Quando uma autoridade indica uma solução ela está de forma filtrada dizendo que aquela solução vai resolver os seus problemas da melhor forma possível. O SEO é isso, ajuda você a construir a autoridade necessária para apontar as suas soluções e produtos como uma ótima indicação para o usuário.

Algoritmos são previsíveis… Pessoas são sensíveis!

Esse processo de construção de autoridade está centrado no conteúdo e por isso a importância do conteúdo ter alta qualidade e relevância. Muitas vezes vi marcas produzirem conteúdos muito técnicos para expor as qualidades e diferenciais dos produtos. É importante observar que nem sempre a melhor maneira de reter a atenção do usuário seja uma linguagem técnica. Com alguns públicos textos com perspectivas mais empáticas podem trazer melhores resultados. Falar dos problemas enfrentados pelos usuários pode gerar um envolvimento maior com o público e dentro desse contexto uma sugestão é apenas uma sugestão e não um texto comercial com especificações técnicas! Humanizar o conteúdo é importante, mesmo que estejamos focando em um algoritmo no final das contas quem vai dizer se o conteúdo é bom são os usuários.

Não tem atalho… Tem que correr atrás!

Ao longo de 16 anos posicionando diversos negócios nos canais digitais posso afirmar que não existem atalhos para o SEO! Volta e meia alguém me pergunta se existe algum meio de acelerar os resultados em SEO e eu sempre respondo que o único atalho é produzir muito conteúdo de alta qualidade e relevância! É preciso entender que o único meio de aparecer no topo dos resultados de pesquisa sem SEO é por meio do Google Ads… Pagando! E há uma diferença enorme de percepção do usuário nesse contexto. A maioria dos usuários para não dizer todos, sabem a diferença de um anúncio do Google Ads de um resultado orgânico! Vejam bem que não estou desmerecendo o Google Ads, ele é uma ferramenta muito importante para o marketing digital e deve ser pensado dentro da jornada de compra online.

A dificuldade de produzir conteúdo para SEO

Hoje enfrentamos uma lacuna imensa nos serviços voltados para SEO. Tanto consultorias quanto profissionais de infraestrutura e produção de conteúdo são raros! E é a produção de conteúdo para SEO que geralmente os negócios enfrentam dificuldades. Produzir conteúdo para SEO exige diversas skills necessárias. Além de boa redação é necessário um planejamento bem alinhado de pautas a serem produzidas, estrutura interno do conteúdo e capacitação técnica para implementar recursos como dados estruturados, por exemplo. Encontrar um profissional com essas habilidades acaba se tornando algo quase impossível para um negócio e até mesmo para muitas agências digitais. Eu já encontrei diversos jornalistas capacitados para produção de conteúdo mas que enfrentavam muitas dificuldades em alinhar pesquisa e produção pensando em um algoritmo de indexação e em métricas e KPI’s de marketing digital! E ainda temos o conhecimento necessário em HTML e talvez um conhecimento básico em CSS para estruturar e estilizar o conteúdo de uma maneira visualmente atraente.

Existem algumas técnicas que utilizamos no planejamento e produção de conteúdos para SEO. Ao longo dos anos fui desenvolvendo minha própria metodologia. Utilizo muito das técnicas já consolidadas nas estratégias de SEO, mas inclui outras formas de planejar e estruturar conteúdos para a equipe de redação. Eu chamo carinhosamente essa metodologia de Andrew (uma alusão ao Homem Bicentenário) e de forma geral o conteúdo para SEO é pensado levando-se em conta 3 perguntas: O que é? Por que fazer? Como fazer? Se você prestou bem a atenção, vai perceber que essas 3 perguntas correspondem às 3 etapas da jornada multicanal! #FicaDica

Conclusão

Construir autoridade é sobre a forma como o usuário percebe a mensagem! E para isso não esqueça da web análise, por que é através dela que você vai conseguir analisar o comportamento do tráfego orgânico e ter os insights necessários para ajustar o planejamento e produção de conteúdo para SEO.

Vale lembrar que o algoritmo não para de evoluir, mas essa evolução é sempre voltada para entregar melhores resultados para os usuários. O algoritmo muda, as perguntas são as mesmas… As respostas nem sempre. Por isso o conteúdo deve evoluir! Um dia acreditava-se que a Terra era plana.

Leave a Reply

Your email address will not be published.